sábado, 6 de outubro de 2012

Eu e minha procrastinação

Ultimamente temos discutido muito, tudo por coisa supérflua, coisa à toa. Na última vez que discutimos você me falou que uma vez eu tinha te perguntado “Como alguém poderia terminar com você?” e que nessa época tudo era perfeito, gostaria de ter respondido, “Talvez a garota errada termine com você”, mas guardei esse pensamento comigo, quando alguém se expõem dessa maneira, tão sincera , não é certo magoar ainda mais. Porém, fiquei remoendo lembranças e não consegui lembrar-me disso, e no final das contas, acho que disse isso mesmo. Ás vezes, dependendo do meu humor, posso ser muito doce. 
 Chegamos naquele impasse que todo casal, ao menos alguma vez na vida, chega. Naquele impasse em que queremos continuar, mas não suportamos estar ao lado do outro, no qual queremos um tempo, mas queremos a pessoa ali do lado para quando precisarmos. Eu sabia o que poderia acontecer caso eu resolvesse terminar, nos primeiros dias me sentiria livre, leve e solta. Depois a solidão me agarraria, penetrando suas unhas na minha carne, machucando. Talvez eu ficasse melancólica olhando pro teto no escuro, talvez eu fosse a biblioteca ou ao cinema, talvez eu me entupisse de chocolate, talvez eu ligasse pra você... Quantas teorias sobre um término e é tão fácil divagar sobre isso que nos poupa de ter que tomar uma decisão. 
 Percebi que eu estava adiando há tempos essa tarefa de falar sobre nós, olhei meus dedos sujos de tinta, parei de escrever, percebi que eu estava te ignorando há tempos e que apesar de tudo você continuava importante demais pra eu continuar te evitando, não importando qual o rumo que nossa história podia tomar, levantei-me da cadeira vagarosamente, decidida a dar um fim no que estava acontecendo com a gente.

4 comentários:

Jerri Dias disse...

É normal alguém precisar semanas ou meses de reflexão antes de verbalizar para o namorado ou companheiro que que a relação tem que acabar. É um passo tão grande quanto temeroso.

Marie Motta disse...

Nunca é fácil, mas quase sempre é necessário!
Abraços.

Natália Kostek disse...

Infelizmente nao é fácil mesmo, mas tem que fazer.
Um beijo e boa sorte!

Maah disse...

To fã, superfã, eu diria que os melhores sempre me fazem está com eles, então por isso sempre estou aqui, adoros eus post!!!

Obrigada por sempre trazer boas leituras no final do dia, ideias e assim por diante :).

Então anjo me diz você está bem? como foi final de semana?

bora ver uma entrevista bacana? faz assim ver a entrevista é diz o que tu achou, tem que ser sincera hein, então bora que fiz o post especialmente pra ti!!

Aeeeeee ENTREVISTA EXCLUSIVA COM Banda Nihil, NO BLOG MAAH MUSIC, BORAAAAAAAAAAA \O CURTIR UM ROCK http://estilloetendencias.blogspot.com.br/2012/10/entrevista-exclusiva-com-banda-nihil.html

Super beijo,
@maahmusic

Postar um comentário

Obrigada pelo seu comentário