terça-feira, 17 de novembro de 2009

AMARGURA

"O grande alvo da amargura (...) era à vontade. As pessoas atacadas deste mal iam perdendo o desejo de tudo, e em poucos anos já não conseguiam sair de seu mundo. (...). (...). Depois de algum tempo, já não restava ao amargo qualquer desejo. Não tinha vontade nem de viver, nem de morrer, este era o problema. Por isso para os amargos, os heróis, os loucos eram sempre fascinantes: eles não tinham medo de viver ou morrer. Tanto os heróis como os loucos eram indiferentes ao perigo, e seguiam adiante apesar de todos dizerem para não fazerem aquilo. O louco se suicidava, o herói se oferecia ao martieio em nome de uma causa - mas ambos morriam, e os amargos passavam muitas noites e dias comentando o absurdo e a glória dos dois tipos. Era o único momento em que o amargo tinha força para galgar sua muralha de defesa e olhar um pouquinho para fora; mas logo as mãos e os pés cansavam, e ele voltava para a vida diária. O amargo crônico só notava sua doença uma vez por semana: nas tardes de domingo. Ali, como não tinha o trabalho ou a rotina para aliviar os sintomas percebia que alguma coisa estava muito errada-já que a paz daquelas tardes era infernal, o tempo não passava nunca, e uma constante irritação manifestava-se livremente. Mas a segunda-feira chegava, e o amargo logo esquecia seus sintomas - embora blasfemasse contra o fato de que nunca tinha tempo para descansar, e reclamasse que fins de semana passavam muito rápido. "
Do livro "Veronika Decide Morrer"

14 comentários:

Camille disse...

Ola,
É isso mesmo, nada para fazer "oficina do diabo", sei la mesmo como era o ditado, acho que cabeça vazia. É preciso ter sempre o que fazer- como nao tinha essa moça nas tardes de domingo. Quando teus clientes começarem a pirar, inventa um troço e sugere, é o jeito...oS personagens de livro ja mostram bem.
Beijos,
Cam

Francorebel disse...

Li esse livro há muito tempo, nem lembro mais do que se trata.. enfim... muito legal o seu Blog e obrigado por me visitar... volte sempre!

Taw disse...

rsrs...

que comédia...

o seu é 10, véia...

War Inside My Head disse...

Texto verborrágico, usou palavras e frase ácidas, de composição intença...
Envovimento notório que causa aspereza e incompreenção daqueles que não o entendem!
Neste velho mundo ainda a coisas que não conhecemos... prova disso é a mente humana!

Obrigado por comentar em meu Blog!

SEGUINDO SEU BLOG!

Naay disse...

Eu sabia que ja tinha lido isso ema lgum lugar.
Esse livro é mto legal.
Hahá axo que entre amargo, louco e herói... eu
me encaixo na categoria louca haha :P

atorei o post
Bejoo :*

Du Santana disse...

Amargura se cura com amor, chá-chá-chá A-m-o-r.

hehehe eu li as primeiras páginas do Veronika quando aindaestudava o ensino médio... não pude ler até o final pq naquele tempo a amargura percorria minhas veias, acho o Paulo coelho um cara inteligente, mas daquela vez ele não conseguiu mais um fã. ^^

A "musica" lá em cima minha vá cantava pra os seus netos quando eramos pequenos, lembrei disso ao ler seu post. ^^

See you.
++++++++++++++++++++++++++
http://dacordasuapaz.blogspot.com/

FLP disse...

deve ser um bom livro! no futuro analisarei a possibilidade de ler ele, obrigado pela "indicação"...esse é meu novo blog com temas do cotidiano e temas um tanto polêmicos sob um novo ângulo. O último post teve como assunto uma possivel futura humanidade composta por Robôs e as atividades que esses exercem no presente. segue um trecho:
" ...È interessante que nenhuma mãe amorosa deixaria que um robô cuidasse de seu frágil filhinho recém nascido, não o deixaria amamentar ou educar. Acredito que deixar idosos sob os cuidados de robôs não seria a retribuição que eles apreciariam! contudo já predomina a insensibilidade da Admirável nova "Humanidade" - Desde já agradescido.
http://flp30.blogspot.com/2009/12/admiravel-nova-humanidade.html#comments
Felipe Menezes.

Inez disse...

O amargo crônico é aquele que já morreu em vida.

Blog do Camelo disse...

Eu jah li esse livro, tenho ele até hj ... agora deu vontade de ler hehe ...vou lá buscar ... rs ^^

Clube da Luluzinha disse...

Gostei muito do texto...

Clube da Luluzinha disse...

Ja tô a um tempão tentandocomentar nesse blog ¬¬

Seu Zé disse...

Quem se deixa abalar por sentimentos assim acaba se dando mal, temos que preservar nossas forças para sentimentos bons, amargura só traz coisas ruins, eu faço dos meus finais de semana divertidos ao máximo paranão reclamar depois da vida.

BLOGdoRUBINHO
www.blogdorubinho.com.br
www.twitter.com/rubenscorreia

stabilli disse...

Nossa, que curioso!!!!
Ontem um amigo meu disse a mim pra eu ler este livro, fiquei meio assim por se tratar de Paulo Coelho. Mas baixei e comecei a ler, e olha só agora, entro aqui no seu blog e leio isso...
É nessas horas que eu acredito mais e mais que não existe coincidência...

Gostei mesmo do blog, vou seguir e passar por aqui sempre!!!!


Abração pra vc, e um ótimo final de semana


Visite: http://stabilli.blogspot.com

Lê Stabiili disse...

Nossa, que curioso!!!!
Ontem um amigo meu disse a mim pra eu ler este livro, fiquei meio assim por se tratar de Paulo Coelho. Mas baixei e comecei a ler, e olha só agora, entro aqui no seu blog e leio isso...
É nessas horas que eu acredito mais e mais que não existe coincidência...

Gostei mesmo do blog, vou seguir e passar por aqui sempre!!!!


Abração pra vc, e um ótimo final de semana


Visite: http://stabilli.blogspot.com

Postar um comentário

Obrigada pelo seu comentário