sexta-feira, 22 de abril de 2011

Sonho...

Ela acordou inquieta, estava perturbada pelo sonho que tivera. No sonho havia um livro, dentro deste livro, um marcador de página em forma de coração, ela abria o coração e estava sua foto da carteirinha da biblioteca, que ela estranhou muito, pois não sabia como ela fora para lá. Depois ela foi transportada para um lugar cheio de árvores, estava escurecendo, ela não sentiu medo, um cara apareceu do nada e  a abraçou, ela não se assustou, pelo contrário, gostou do abraço e inalou o cheiro dele, tudo nele era aconchegante, ela conhecia aquele rosto, só não sabia o seu nome. Ele  quebrou o silêncio, disse que gostava dela, que sempre estivera observando-a, ela quis falar, mas ele tapou sua boca com uma das mãos dele, ela não se assustou, ela só queria dizer que ele não podia gostar dela, ou que ele teria confundido ela com alguém, apenas alguma coisa que explicasse aquela declaração irreal. Ele continuou falando, e por final perguntou se poderia vê-la mais tarde, ela fez que sim com a cabeça, ele tirou a mão dos seus lábios e derrepente ele a beijou, um beijo suave que fez seu coração bater muito rápido, que fez ele doer com os excessos de batimentos...Ai ela acordou e ficou inquieta. Ela pensou no sonho e concluiu que seu amor pelos livros, a arte e outras coisas que não havia pessoas envolvidas estava ultrapassando os limites. E que o garoto do sonho, ela sabia quem era, porque era ela quem observava ele, o que ele dissera nos sonhos, eram as palavras que ela queria dizer de verdade pra ele, mas que nunca ia ter coragem. Ela foi até o banheiro, ligou o chuveiro, se sentou no chão, deixando-se molhar e chorou, chorou por que sentia um vazio inexplicável, chorou por não ter coragem...


13 comentários:

Lucyano Jorge disse...

GOSTEI...VC SIM TEM CORAGEM...

O TEXTO NÃO SE PROLONGA, ESTÁ REDONDO...MUITO BOM MESMO.

http://cinemaparceirodaeducacao.blogspot.com/2011/04/novica-rebelde-sound-of-music.html

Manolo disse...

booom blog,de parabens !

Blog do Sybão! disse...

Gostei! E foi rápido!

Ballad Of Girl disse...

que conto lindo!

http://balladofgirl.blogspot.com/

Ana Claudia disse...

Amei... me vi no fim do texto... qdo ela senta no banheiro e chora, já fiz isso varias vezes, hoje não faço mais!
Obrigado pela visita, e pelo coment
Até mais!!!

http://dedeaninha.blogspot.com/

Jaque*Sampaio disse...

super interessante.:)até mais

Dany (Toka Brasil) disse...

Parabéns pelo texto.
Beijos e bom final de semana.
Dany
@tokabrasil
www.blogtokabrasil.blogspot.com

Paulão Fardadão Cheio de Bala disse...

Bão... eu sou licenciado em história, portanto seria um tanto incoerente ser anti-historicista...

Na verdade estou criticando o estruturalismo por sua incapacidade em analisar tudo q não seja imediatamente textual. No meu entender, perde-se assim exatamente a parte mais suculenta do fazer artístico.

Paulão Fardadão Cheio de Bala disse...

Ah! E não sei até q ponto minha "crítica" é pertinente, já q tudo q sei de estruturalismo são umas poucas citações de textos doutros autores, donde apreendi conceitos q até agora não obtive comprovação sobre o acerto.

♥ Evelin Pinheiro ♥ disse...

Adorei sua estoria. Vc escreve tao lindamente...

Obrigada por suas visitas!!
Tem postagem nova lá!

BeijO*-*

http://evesimplesassim.blogspot.com/

Mari Lovers disse...

Liiindjo texto *-*
desculpe pela demora em vir aqui x.x
.
adorei!
=*

Sandro Batista disse...

Um texto excepcional! Uma narrativa envolvente, com riqueza de detalhes sem excesso de palavras, para que se possa entender o desfecho sensacional!

Muito bom mesmo, de verdade!

http://estacaoprimeiradosamba.blogspot.com/

Edu N. disse...

Muito bom o texto, faz a gente se identificar mesmo sendo uma história expecífica. Acho que todo mundo já passou por um momento parecido

Adorei o visual do blog

Postar um comentário

Obrigada pelo seu comentário